Trilhas de Conhecimentos - O Ensino Superior de Indígenas no Brasil

Projeto
Público Alvo
Expediente

Artigos
Dissertações e Teses
Referências Bibliográficas
Livros

Entrevistas

Núcleo Roraima
Núcleo Mato Grosso do Sul

Galeria Multimídia

Ações Governamentais
Educação Superior Indígena


Links
Newsletter

Fale Conosco
Mapa do Site


 
     
Núcleo Mato Grosso do Sul / População Indígena



População Indígena

Em 2005, segundo dados da FUNASA, a população indígena do estado se elevava a mais de 50.000 indivíduos, configurando o segundo em população indígena, atrás apenas do Amazonas. Entre os povos indígenas que habitam o Mato Grosso do Sul estão: Terena, Ofayé, Kadiwéu, Guató, Guarani (subgrupos Kaiowá e Ñandeva), Kinikinau, Chamacoco e os Kamba.

Os povos indígenas, hoje localizados no MS, ocupavam territórios historicamente bem definidos. Com a chegada das diversas frentes de ocupação e colonização iniciou-se um processo de perda progressiva destes territórios, que passaram a ser ocupados pela população chegante.

Historicamente, o Governo demarcou para essas sociedades indígenas pequenas extensões de terra, denominadas de Reservas ou aldeamentos, com o objetivo de liberar o restante da terra para a colonização. Por esta razão, a população indígena no Estado, com exceção dos índios Kadiweu, resultou confinada em terras hoje insuficientes à sua reprodução física e manutenção de seu modelo cultural.

A partir da década de 1980, diversas comunidades indígenas iniciaram ações voltadas à recuperação de parcelas do território historicamente perdido, provocando tensão em diversas regiões. Entendemos que o total desconhecimento do processo histórico de perda dos territórios tradicionais, por parte da população não-indígena, é um fator relevante para o acirramento desses conflitos.


O projeto Trilhas de Conhecimentos foi encerrado em Outubro de 2009
© 2007 Todos os direitos reservados.Este material não pode serreescrito ou redistribuído sem prévia autorização.