Trilhas de Conhecimentos - O Ensino Superior de Indígenas no Brasil

Projeto
Público Alvo
Expediente

Artigos
Dissertações e Teses
Referências Bibliográficas
Livros

Entrevistas

Núcleo Roraima
Núcleo Mato Grosso do Sul

Galeria Multimídia

Ações Governamentais
Educação Superior Indígena


Links
Newsletter

Fale Conosco
Mapa do Site


 
     


Notícias / Especial Semana do Índio


Programação Abril Indígena RN 2008 - Organização DAN e PPGA
17/04/2008

O Programa de Pós-Graduação em Antropologia Social do Departamento de Antropologia da Universidade Federal do Rio Grande do Norte realizará, no próximo dia 17, a sua edição do Abril Indígena deste ano. Conheça, a seguir, a programação do evento:
Programação Abril Indígena (RN), 17/04/2008 - DAN/PPGAS/UFRN

Quinta (17/09):
Manhã: 9:00 – 12:00
Mesa I - Questão indígena no NE: histórico e perspectivas:
- Prof. Dr. João Pacheco de Oliveira (Museu Nacional/UFRJ) - "O indigenismo e seus duplos: Regime Tutelar e Longa Duração".
- Prof. Dr. Edwin Reesink (UFBA) - "Povos indígenas, terra e história na Bahia".
- Prof. Dra. Mercia Batista (UFCG) - "Os Truká e o impacto da obra de transposição do rio São Francisco". Tarde: 15:00 – 18:00

Mesa II - Notícias dos Tapeba (CE), Pitaguary (CE), Fulni-ô (PE) e Eleotérios (RN):
- Rita Potiguara (Doutoranda em Educação, PPGed/UFRN) - "Performances de resistência: rituais nas escolas Tapeba".
- Eloi Magalhães (Mestre em Sociologia, UFC) - "Experiência e pesquisa antropológica entre os Índios do Ceará".
- Eliana Gomes: "Memória e Cultura: os Fulni-ô afirmando identidade étnica".
- Claudia Moreira (Mestre em Antropologia, UFRN) –
Noite: 19h – 21h30
Mesa III - Imaginários coloniais, mediação e narratividade: algumas questões na aproximação às populações indígenas:
- Fátima M. Lopes (DH/CCHLA/UFRN) .
- Julie Cavignac (Dan-PPGAS/CCHLA/UFRN) - ""Minha tataravo era uma cabocla braba...": figuras do índio e autoctonia na tradição oral potiguar".
- Carlos Guilherme do Valle (Dan-PPGAS/CCHLA/UFRN) - "Etnicidade como Semântica, Semântica como Política: Experiência, Narratividade e Contestação Cultural em múltiplas situações Tremembé/CE (1998-2008).
- Edmundo Pereira (Dan-PPGAS/CCHLA/UFRN) - "Imaginário colonial, tradições de conhecimento e modelos explicativos: santos e visagens na obra de Eduardo Galvão".


Auditório Consecão - CCHLA. UFRN, Campus Universitário. Informações: (084) 3215-3547; 3215-3653.

Piauí promove Semana do Índio
17/04/2007
por José Fortes Filho

Semana do Índio

Para resgatar e difundir a cultura dos primeiros habitantes do Piauí, o Governo do Estado, através da Fundação Cultural do Piauí (Fundac), promove a Semana do Índio no Museu do Piauí - Casa e Odilon Nunes, com abertura nesta terça-feira (17), às 15 horas, com a Exposição Traços Indígenas, organizada por Aliã Wamiri, com o apoio da Universidade Federal do Piauí (UFPI).

A programação prossegue, às 15h30, com a apresentação musical de Zabelê, com a participação de Aurélio Melo, Gislene Daniele e Marta Caroline, seguida de coquetel.

Na quarta-feira, dia 18, às 8h30, a programação da Semana do Índio continua com palestra do historiador Wilson Correia da Silva, subordinada ao tema Da Liberdade ao Extermínio; às 9h30, haverá apresentação do Grupo Beleza Afro-indígena; das 8h30 às 11h30, acontecerá a oficina de pintura indígena, coordenada por Aliã Wamiri.

Na quinta-feira, dia 19, continua a oficina de pintura indígena, das 8h30 às 11h30; às 9h30, será o lançamento do livro Resistência Indígena no Piauí Colonial, da autoria de João Renôr F. de Carvalho; às 10 horas, ocorrerá a palestra com o tema O Índio na Atualidade, proferida pelo índio Aquile Nairô, da tribo guajajara, do Maranhão, que trabalha no Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), em Pernambuco.

A Semana do Índio, promovida pela Fundac, conta com o apoio do Museu do Piauí - Casa de Odilon Nunes, do Departamento de Educação Artística e da Coordenadoria de Assuntos Culturais da Universidade Federal do Piauí, da Associação dos Amigos do Museu do Piauí, do Conselho do Memorial das Nações Indígenas.

Por sua vez, a Fundação Nacional de Saúde (Funasa), promove a I Mostra de Saúde Indígena, no período de 17 a 19 deste mês, reunindo no evento 118 índios das tribos kikrati, canela e guajajara, em sua sede, em Teresina, organizada por Francisco Oliveira, gerente da Casa de Saúde do Índio (PI), situada na Ladeira do Uruguai, em Teresina.

http://www.pi.gov.br/materia.php?id=23572


SEMANA DOS POVOS INDÍGENAS NO MARANHÃO - 2008
“DIREITOS HUMANOS E POLÍTICAS INDIGENISTAS”


Secretaria de Estado da Cultura do Maranhão, através do Centro de Pesquisa de História Natural e Arqueologia e a Secretaria de Estado da Educação, em parceria com as Secretarias de Estado da Agricultura, Direitos Humanos, Igualdade Racial, Fundação Nacional do Índio e organizações indígenas no Estado, promovem, no período de 15 a 19 de abril, a Semana dos Povos Indígenas no Maranhão - 2008, que ocorrerá no Centro de Criatividade “Odylo Costa, filho” e Teatro João do Vale, Praia Grande, no Centro Histórico de São Luís.

Durante a Semana dos Povos Indígenas no Maranhão - 2007 (16 e 19 de abril),foram colocadas em pauta algumas questões fundamentais à vida desses povos. As atividades então realizadas revelaram a importância à sociedade maranhense e aos visitantes que por aqui se encontravam, em conhecer as condições de sobrevivência desses povos e partilhar algumas das suas expressões culturais favorecendo, assim, uma relação respeitosa entre os dois segmentos. A resposta positiva da comunidade local ao evento justifica a realização dessa Semana em 2008.

A propósito dos 60 anos da Declaração Universal dos Direitos Humanos, a Semana dos Povos Indígenas no Maranhão - 2008 tem como objetivo estimular o debate sobre a realidade atual desses povos no Estado. Dentre outros temas, a Semana focaliza as políticas e as ações indigenistas voltadas à educação, saúde, terras e meio ambiente, face aos problemas colocados pelo desenvolvimento e as respostas que esses povos elaboram, através de suas organizações locais e regionais. Objetiva, ainda, estreitar o conhecimento mútuo e o fortalecimento de uma imagem positiva dos povos indígenas junto à sociedade maranhense, pela valorização de suas expressões culturais materiais e imateriais, que resultam da sua livre e criativa ação enquanto sujeitos da própria história.

Durante a Semana dos Povos Indígenas no Maranhão - 2008 ocorrerão Mesas Redondas, com representantes das instituições responsáveis pelas políticas e ações indigenistas de educação, saúde, direitos territoriais, meio ambiente e desenvolvimento, tendo em vista, os direitos dos povos indígenas no Maranhão. Essas Mesas contarão, ainda, com a participação de representantes indígenas e suas organizações, de ONGs indigenistas, universidades, pesquisadores autônomos.

Essas atividades, um fórum de trabalhos acadêmicos e aplicados produzidos por pesquisadores universitários, técnicos de órgãos públicos e membros de organizações não-governamentais. Representantes indígenas ministrarão oficinas temáticas sobre mitos, cantos, histórias, línguas indígenas e artesanato.

A Semana apresenta, ainda, exposições em arqueologia, arte e artesanato indígena destacando a cultura material desses povos através de objetos de uso diário e cerimoniais, do acervo etnográfico do CPHNAM; exposições fotográficas e sessões de filmes etnográficos sobre os povos indígenas de diversas regiões do Brasil. Ao final das atividades diárias haverá apresentação de cantos e danças das diferentes etnias presentes no Maranhão.


DIA 15

SOLENIDADE DE ABERTURA – 19 Horas
Teatro João do Vale

Jackson Lago – Governador do Estado do Maranhão
João Batista Ribeiro Filho – Secretaria de Estado da Cultura
Lourenço Vieira da Silva – Secretaria de Estado da Educação
João Francisco dos Santos – Secretaria Extraordinária da Igualdade Racial
Sálvio Dino Filho – Secretaria de Estado dos Direitos Humanos
Othelino Nova Alves Neto – Secretaria de Estado do Meio Ambiente e Recursos Naturais – SEMA
Cláudia Cristhina Alves Lobo – Administração Executiva Regional de São Luís – FUNAI
Marluze Pastor Santos – Gerência Executiva do Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e Recursos Naturais Renováveis – IBAMA
Licínio Carmona – Distrito Sanitário Especial Indígena no Maranhão – DSEI-MA
Prof. Natalino Salgado – Reitor da Universidade Federal do Maranhão – UFMA
Deusdedit Leite Filho – Centro de Pesquisa de História Natural e Arqueologia do Maranhão
Lourenço Krikati – Coordenação das Organizações e Articulações dos Povos Indígenas no Maranhão – COAPIMA Representante da Associação das Comunidades Timbira Wyty-Catë

CONFERÊNCIA DE ABERTURA – 19:30 Horas

Conferencista: Dr. Mércio Pereira Gomes, Antropólogo, professor da Universidade Federal Fluminense e ex-presidente da Fundação Nacional do Índio (2003-2007)

SAUDAÇÃO DOS POVOS INDÍGENAS – 20:30 Horas

Saudação dos Awá; Canela; Tenetehara; Kaapor, Krikati; Pukobyê e Timbira

ABERTURA DE EXPOSIÇÕES – COQUETEL – 20:45 Horas

Exposição de Cultura Material Indígena no Maranhão

Exposição de Arqueologia Pré-Histórica do Maranhão

Exposição Fotográfica: Diversidade Indígena em Tempos de Mudança


DIA 16

OFICINAS TEMÁTICAS

Pintura Corporal Timbira (Canela / Gavião / Krikati / Krepumkateyê)

Cantos e Mitos Timbira (Canela / Gavião / Krikati / Krepumkateyê)

Cantos e Mitos Awá, Kaapor e Tenetehara

Local: Centro de Criatividade “Odylo Costa, filho” – 8:30 às 12:00 Horas

FEIRA DE ARTESANATO INDÍGENA

Local: CCOCf – 16 a 18 de abril – 8:30 às 12:00 – 14:00 às 18:00 Horas

FÓRUM DE TRABALHOS ACADÊMICOS E APLICADOS

Local: Teatro João do Vale – 8:30 às 12:OO Horas

MOSTRA DE FILMES E VIDEOS ETNOGRÁFICOS – 1

Local: Cine Praia Grande – CCOCf – 8:30 às 12:00 – 14:00 às 17:00 Horas

MESA REDONDA 1: “Povos Indígenas e os 60 anos da Declaração Universal dos Direitos Humanos”

Representante da Secretaria de Estado dos Direitos Humanos
Ezequiel Xenofonte Júnior – Procuradoria – FUNAI /AER – São Luís

Representante da Coordenação das Organizações e Articulações dos Povos Indígenas do Maranhão – COAPIMA
Dr. Luis Antonio Pedrosa – Sociedade Maranhense de Defesa dos Direitos Humanos SMDDH

João Nonoy Krikati – Advogado

Ms. Rose Panet – Antropóloga - Doutoranda pela EPHE/França e PPGPP/UFMA

Coordenação: Deusdedit Carneiro – SECMA/CPHNAM

Local: Teatro João do Vale – 8:30h – 12:00h

MESA REDONDA 2: “Os Dilemas da Educação Indigenista no Maranhão”

Iza do Socorro Pereira Quadros – Supervisão de Educação Indígena - SEDUC
Bernarda Soares - Coordenação de Educação Indígena – FUNAI / AER – São Luís Representante do Centro de Trabalho Indigenista – CTI
Prof. Dr. Cláudio Zanonni – Universidade Federal do Maranhão – UFMA Representante do Conselho Estadual de Educação Indígena – CEEI-MA Representante da COAPIMA

Coordenação: João Damasceno Figueiredo Jr. SECMA/CPHNAM

Local: Teatro João do Vale – 14:00 – 17:00 Horas

APRESENTAÇÃO DE CANTOS E DANÇAS INDÍGENAS

Saguão de Exposições - CCOCf – 17:00 às 19:00 Horas


DIA 17

OFICINAS TEMÁTICAS – CCOCf – 8:30 às 12:00 Horas

MOSTRA DE FILMES E VÍDEOS ETNOGRÁFICOS

Cine Praia Grande – 8:30 às 12:00 - 14:00 às 17:00 Horas

FÓRUM DE TRABALHOS ACADÊMICOS E APLICADOS

Teatro João do Vale – 8:30 às 12:00 Horas

MESA REDONDA 3: “Novas e Antigas Ameaças à Integridade dos Povos Indígenas”

Representante do Distrito Sanitário Especial Indígena do Maranhão/FUNASA
Prof. Dr. István Varga – Mestrado de Saúde e Ambiente – UFMA

Representante da Fundação Nacional do Índio – AER – São Luís Humberto Capucci e Rosimeire Santos – CIMI

Representante da COAPIMA / Vyty Cate

Representante do Ministério Público Federal

Coordenador: Sílvio Bembem – Secretaria Extraordinária de Igualdade Racial

Local: Teatro João do Vale – 14:00 às 17:00 Horas

APRESENTAÇÃO DE CANTOS E DANÇAS INDÍGENAS

Saguão de Exposições / CCOCF – 17:00 às 19:00 Horas


DIA 18

OFICINAS TEMÁTICAS – CCOCf – 8:30 às 12:00 Horas

MOSTRA DE FILMES E VÍDEOS ETNOGRÁFICOS

Cine Praia Grande - 8:30 às 12:00 Horas – 14:00 às 17:00 Horas

FÓRUM DE TRABALHOS ACADÊMICOS E APLICADOS

Teatro João do Vale – 8:30 às 12:00 Horas

MESA REDONDA 4: “Territórios Indígenas, Mudanças Ambientais e Desenvolvimento”

Marluze Pastor Santos – Gerente Executiva - IBAMA

Antonio Carlos de Lima Venâncio – Analista de Representações Instituicionais - Vale

Luiz Jorge Dias – Consultor Ambiental – SEMA

Representante da FUNAI – AER – São Luís

Representante da COAPIMA

Humberto Capucci – CIMI

Representante do Núcleo de Projetos Especiais/SEAGRO

Cláudio Bombieri – Associação Carlo Ubiali

Coordenação: Adalberto Luiz Rizzo de Oliveira – UFMA - SECMA/CPHNAM

Local: Teatro João do Vale – 14:00 às 17:00 Horas

ENCERRAMENTO DAS ATIVIDADES

Dr. João Batista Ribeiro Filho – Secretário Estadual de Cultura – 17:00 Horas

APRESENTAÇÃO DE CANTOS E DANÇAS INDÍGENAS

Saguão de Exposições / CCOCF – 17:00 às 19:00 Horas


http://www.cultura.gov.br/site/wp-content/uploads/
2008/04/sema-dos-povos-indigenas-no-maranhao-2008.pdf

Dia do Índio será comemorado em grande estilo

Para celebrar o Dia do Índio (19 de abril), a Semana dos Povos Indígenas 2008 terá uma programação com diversas atividades envolvendo debates, exposições, venda de artes indígenas, cantoria, lançamento e exibição de filmes e realização de pinturas corporais. O evento, com entrada gratuita, será realizado no período de 16 a 19 de abril, das 09h às 18h, no Memorial dos Povos Indígenas, localizado no Eixo Monumental Oeste, Praça do Buriti (em frente ao Memorial JK).

Durante a programação, ainda será inaugurado o Telecentro Intercultural, estabelecido com apoio da União Internacional de Telecomunicações das Nações Unidas (UIT/ONU), novidade obtida pelo coordenador do Memorial dos Povos Indígenas, Marcos Terena. Existem no Brasil cerca de 220 diferentes povos indígenas que falam mais de 180 línguas. A maior diversidade cultural da América Latina.

O evento contará com o apoio da Secretaria de Cultura, Ministério da Cultura, Ministério do Esporte, Secretaria Especial de Promoção de Políticas Públicas de Igualdade Racial, Fundação Nacional do Índio (FUNAI) e Exército Brasileiro. Mais informações pelos telefones 3344-1155/3344-1154.

PROGRAMAÇÃO:

Quarta-feira(16):
18h – Acendimento do Fogo Sagrado, segundo as tradições indígenas. Abertura da Semana dos Povos Indígenas 2008 com o canto do Hino Nacional na língua do povo Kayapó.

19h – Abertura das exposições Jogos e Brincadeiras do povo Kalapalo (fotografias), Marechal Rondon (documentos, fotografia e filmetes), Soldados Indígenas da Amazônia (técnicas indígenas de sobrevivência na selva).

19h15 – Lançamento do filme Juruna – O Espírito da Floresta, de Armando Lacerda, 80min.

Quinta-feira (17):

9h às 18h - exposição de artesanatos e pinturas corporais com os povos participantes.

9h30 – apresentação cultural/mostra de filmes do acervo do Comitê Intertribal

10h – Relato de Experiências – Grupo de Gestão Participativa Potiguara, PB.(Local: Auditório da Funai)

10h – Diálogos Indígenas – Políticas Públicas de Cultura para Povos Indígenas, com o secretário da Identidade e Diversidade Cultural, Sérgio Mamberti; diretor de Assistência da Funai, Aloysio Guapindaia e o gerente do MPI, Marcos Terena.

11h30 - apresentação cultural/mostra de filmes do acervo do Comitê Intertribal

14h30 às 15h30 – Tarde Cultural

18h – Apresentação cultural.

19h – Lançamento e estréia do filme IX Jogos Indígenas, de Ronaldo Duque, sobre a nona edição dos Jogos dos Povos Indígenas, ocorrido em Recife e Olinda, PE. Execução do Hino Nacional em Kayapó, PA. (Local: Auditório da Funai)

Sexta-feira (18):

9h às 18h - exposição de artesanatos e pinturas corporais com os povos participantes.

9h – Apresentação cultural/Mostra de filmes do acervo do Comitê Intertribal.

10h – Relato de experiências/Atlas Mebengokre. (Local: Auditório da Funai)

10h30 – Diálogos Indígenas – Cultura, Esporte e Lazer: Jogos dos Povos Indígenas, com a secretária nacional de Esporte e Lazer, Rejanne Rodrigues; coordenador-geral de artesanato, Pedro Ortale e Carlos Terena, do Comitê Intertribal.

11h30 – apresentação cultural/Mostra de filmes do acervo do Comitê Intertribal.

14h30 às 15h30 - Tarde Cultural

15h30 – Apresentação cultural.

16h – Exibição: documentário da exposição Jogos e Brincadeiras do Povo Kalapalo e do filme A Gente Luta, mas come Fruta, sobre manejo agroflorestal, realizado pelos indígenas do povo Ashaninka, AC. (Local: Auditório da Funai)

16h – Diálogos Indígenas: Literatura Indígena, com Eliane Potiguara, escritora indígena e presidente do Grumin, rede de comunicação indígena. Encontro da autora do livro Metade Cara, Metade Máscara, com o público.

18h – Apresentação cultural.

Sábado (19):

8h – Celebração do dia 19 de abril (hasteamento da Bandeira Nacional; apresentação cultural; mensagens alusivas ao Dia do Índio; inauguração do Telecentro Intercultural Indígena; homenagem aos soldados indígenas, membros da Força da ONU; café da manhã).

12h – Cerimônia espiritual indígena.

15h30 – Apresentação cultural.

18h – Ritual de encerramento – Apagar do Fogo Sagrado ao pôr-do-sol com todos os indígenas participantes, ao som de O Guarani, de Carlos Gomes, com a banda do Batalhão da Guarda Presidencial.

Governo do Distrito Federal

Com informações da Secretaria de Cultura

http://www.distritofederal.df.gov.br/003/00301009.asp?ttCD_CHAVE=60764


UNISUL: Semana dos Povos Indígenas debate situação do índio

Os processos de ocupação dos povos indígenas ao longo dos tempos nos diferentes ambientes e a situação do índio hoje serão discutidas na próxima semana na Unisul em Tubarão. Os temas farão parte da programação da terceira Semana dos Povos Indígenas: povos da floresta, povos da cidade. O evento é idealizado pelas professoras do Grupo de Pesquisa em Educação Patrimonial e Arqueologia (GRUPEP), Drª Deisi Farias e Me. Márcia Neu.

A programação da semana será aberta com uma mesa redonda, na segunda-feira (14/4) às 19h30min, com a participação dos professores Dr. Jaci Rocha Gonçalves e Drª Zuleica Maria Patrício Karnopp e do cacique Eduardo da Aldeia Guarani de Imaruí. Devem participar os cursos e alunos parceiros do grupo, como História, Geografia, Biologia, Agronomia, Pedagogia, Sistema de Informação, Engenharia Química e demais acadêmicos, bem como a comunidade em geral.

Entre os dias 15 e 18 no período da manhã, tarde e noite, estão marcadas as exposições e monitorias que tem como público-alvo os alunos de Educação Infantil até o Ensino Médio das escolas de Tubarão.

"Precisamos dar ênfase para essas questões que estão esquecidas em muitas escolas e na nossa sociedade", diz a professora Márcia sobre a necessidade de reforçar questões que tratem do índio, como a nossa origem e a situação desses povos. As monitorias serão feitas pelos estagiários do grupo e as vagas são limitadas. Porém cada escola terá uma hora, com cerca de 30 a 40 alunos por vez.

As inscrições devem ser feitas pelos telefones 3621-3195 e 3621-3109 ou pelo e-mail márcia.neu@unisul.br.

http://www.universia.com.br/noticia/materia_dentrodocampus.jsp?not=41604

Campus de Porto prepara Semana dos Povos Indígenas
10/04/08

Por Valdália Andrade / UFT

Em alusão ao Dia do Índio, comemorado no próximo 19 de abril, a Universidade Federal do Tocantins, por meio do Núcleo de Estudos e Assuntos Indígenas (Neai), realizará no período de 16 a 18 de abril, no Campus de Porto Nacional, a Semana dos Povos Indígenas.

O evento acontecerá no Auditório do Bloco III e na programação constam exposições de vídeos, seguidos de debates. Confira abaixo.

16 de Abril - Quarta-feira

Manhã: 8h30

Noite: 19h30

Wai’a – Rito de Iniciação Xavante

17 de Abril - Quinta-feira

Manhã: 8h30

Noite: 19h30

Hetôhok? - Rito de Iniciação Javaé

18 de Abril - Sexta-feira

Manhã: 8h30

Noite: 19h30

P?p cahoc – Rito de Iniciação Krahô

http://www.noticias.uft.edu.br/index.php?option=com
_content&task=view&id=35956&Itemid=1

Fepi e UEA promovem Semana Amazonas Indígena
09/04/08

UEA

A Fundação dos Povos Indígenas (Fepi) e a Universidade do Estado do Amazonas (UEA), por meio da Pró-Reitoria de Extensão e Assuntos Comunitários, promovem, a partir deste sábado, dia 12, até o dia 21, a Semana Amazonas Indígena. Atividades esportivas, debates, oficinas, exposições, mesas-redondas e apresentação de rituais indígenas fazem parte da programação do evento.

A abertura foi neste sábado, dia 12, com o Torneio das Comunidades Indígenas, atividade proposta e coordenada pela Comunidade Indígena Nossa Senhora do Livramento e que conta com o apoio da Secretaria de Estado de Juventude Esporte e Lazer (Sejel).

Do dia 14 ao dia 18, os auditórios da reitoria da UEA estarão abertos para uma vasta programação com mesas-redondas e oficinas para estudantes, pesquisadores e interessados de diversas áreas. O objetivo da programação é o de promover a reflexão entre os estudantes e pesquisadores da UEA acerca dos principais dilemas dos povos indígenas no Estado do Amazonas.

Durante a programação, serão realizados dois dias de oficinas para estudantes formandos das escolas de ensino médio da capital. O tema a ser abordado será “Quem são os povos indígenas? Culturas, Identidades e os índios na cidade”. Esta atividade será realizada em parceria com a Secretaria de Estado da Qualidade do Ensino (Seduc) e será coordenada pelos mestrandos do Programa de Pós-Graduação em Direito Ambiental da UEA.

No dia 18, às 10h, também no auditório da reitoria, haverá o lançamento da Política Pública da UEA para Povos Indígenas, atividade coordenada pelo professor Gabriel O. Alvarez, do Núcleo de Cultura e Sociedades Amazônicas Centro de Estudos Superiores (CESTU).

No período de 17 a 19 será realizado o I Dabacuri, promovido pelo Grupo Indígena Bayaroá, na Escola Superior de Tecnologia da UEA, Avenida Darcy Vargas, 1.200.

No dia 21, a partir das 9h, em evento aberto ao público, a comunidade Sateré-Mawé, do bairro da Redenção, realizará o Ritual da Tucandeira, na Avenida Norberto Fongal, Redenção.

A programação contará também com exposições e apresentações culturais dos Povos Indígenas, atividades realizadas no auditório da reitoria da UEA. Participarão estudantes indígenas e representantes de povos e comunidades indígenas do Estado do Amazonas.

As inscrições poderão ser feitas no dia do evento ou antecipadamente, pelo e-mail proex@uea.edu.br através do envio da ficha de inscrição ou pessoalmente, na Pró-Reitoria de Extensão e Assuntos Comunitários na reitoria da UEA, Avenida Djalma Batista, 3.578.

http://www.uea.edu.br/noticia.php?dest=info&noticia=14338

Universidade Católica de Goiás promove Semana do Índio
10/04/2008

Claudiane Rodrigues – 6º período

Palestras e exposições artísticas discutem direitos indígenas e meio ambiente

A Universidade Católica de Goiás promove, do dia 15 ao dia 19 de abril, a Semana do Índio com mostras de vídeos, palestras, painéis, exposição de acessórios e apresentações indigenistas para acadêmicos, professores e toda a comunidade. O projeto apresenta e discute a luta dos povos indígenas para preservar e garantir seus direitos.

No primeiro dia do evento, às 19h30, no Centro Cultural Jesco Puttkamer, o tema será abordado pelo o palestrante Mário Arruda, do Instituto Goiano de Pré–História e Antropologia (IGPA).

Dos dias 16 a 18, das 8h30 às 22h00, na àrea 2 da Católica, no Hall do Básico, exposições e mostra de vídeos serão apresentadas ao público. No dia 16, das 9 às 12 horas, os palestrantes Altair S.Barbosa (UCG), Walter Sanches (FUNAI) e o promotor de justiça Carlos Ribeiro realizarão um painel sobre “História das Relações: índio e o meio ambiente”. No mesmo local, das 19h às 22h, ainda no dia 16, um painel alerta sobre o tema Direitos Indígenas: Desafios e Perspectivas, com os palestrantes Antônio Veríssimo Apinajé, Argemiro Tapuã Kraho–Canela, Sebastiana Tapuia, D. Tomás Balduíno e a advogada Rosana Lacerda.

No dia 17, no mesmo local, dois painéis apresentam os seguintes temas: Política Indigenista e Conseqüências Ambientais, com os palestrantes Fernando Schiavinni (FUNAI), Daniel Kabixi (FUNAI) e Jeremias Xavante (FUNAI). O segundo painel será sobre Nem ressurgidos, nem emergentes: a resistência histórica dos Karajá de Buridina, com Cristiane de A. Portela (UNB).

http://www.ucg.br/ucg/agencia/home/secao.asp?id_secao=1377&id_unidade=46


 

O projeto Trilhas de Conhecimentos foi encerrado em Outubro de 2009
© 2007 Todos os direitos reservados.Este material não pode serreescrito ou redistribuído sem prévia autorização.